terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Filme para hoje



Saïd (Kais Nashef) e Khaled (Ali Suliman) são amigos de infância. São palestinianos vivendo na margem ocidental da cidade de Nablus, na Cisjordânia. Trabalham como mecânicos e, como muitos jovens em muitos países, buscam um sentido para a sua vida. Esse sentido é-lhes trazido por um grupo terrorista que os designa para efectuarem um atentado suicida em Tel Aviv no dia seguinte, como retaliação por um anterior ataque israelita. O seu compromisso com a causa já vem de trás e nenhum deles hesita.

“Paradise Now” é tanto sobre razões como sobre dúvidas. Sobre o encontrar um sentido para a existência, a escolha de pessoas que não têm nada a perder, e sobre a frustração de poder não corresponder às expectativas. Mas é também um filme sobre a frieza e as promessas daqueles que enviam estes mártires.

Curiosidade: “Paradise Now” foi filmado em Nablus, com mísseis israelitas a caírem durante os 25 dias de filmagem. Numa cena em que se ouve uma explosão, todos agem como se isso já fizesse parte do seu quotidiano, sem tumulto.

Fonte: Cinerama

4 comentários:

Gayja disse...

Esse foi direitinho para a lista "a ver". ;) *bjs*

Maria Papoila disse...

Tão actual.

subtilezas disse...

bela recomendação. vou já tratar disso:)muito actual de facto. pena ser tão actual. actual e "desactual" que desde que me lembro de mim que infelizmente isto é pão-nosso-de-cada-dia. será que de tanto se falar nisto, de tanta palavra se gastar, as coisas deixam de ter importância? há cena da criatura-humana que ultrapassam o meu entendimento.

da tua lista de 2008 só não partilho o yuma. alguns não vi. mas o wall-e e o darjeeling são os meus muito mais que eleitos. o juno é também fantástico.e outros tão tão pecanitos que me pergunto: estarei a precisar de lunetes?

beijinhos e obrigada pelas recomendações*

subtilezas disse...

acabei de ver o filme. obrigada pela recomendação. esta guerra (que não é guerra pq tem nao exercitos de ambos os lados) é muito estupida. como todas as guerras. este é um belo filme. gostei mesmo muito:)